Repertório nacional I

Parece que já ouvi isso em algum lugar… repertório nacional de algum barzinho?

violão natureza

Música para ler. Quantas músicas são necessárias para escrever um post?

Se você pensa que são tolices, tempo perdido e mais do mesmo, tente outra vez. Rapaz latino americano que sou, rapaz comum, vou deixar os dias de luta, pôr uma roupa nova, um sapato velho, o sapato 36, só para variar. Mas, será que é disso que eu necessito? Vou botar o pé na jaca: eu também vou reclamar. Falo para Camila, Eduardo e Mônica, Diana, Judas, Beth, Silvia, Sônia, Geni, Natasha, Marvin, para o sósia e Sandra Rosa Madalena; para os bichos escrotos, índios, desafinados, bêbados e equilibristas, meninos e meninas.

Como passageiro, pegarei o trem das 7, das 11 ou o azul, mas não sei até quando esperar, eu não aguento, pois o mundo anda tão complicado. É primavera… e parece que tô ouvindo alguém me chamar, por isso corro demais, seguindo a intuição, fazendo travessuras e, quase sem querer, tropeço em uma armadilha em canteiros de capim guiné, olhando a nuvem passageira. Me bate um leve desespero. Não, ainda é cedo. Quando cai a noite, o que será que será que todo azul do mar e o vento no litoral farão com o barquinho e os barcos no porto solidão?

Eu sei, não tem resposta. Vendo o oceano na beira do mar, debaixo das palhas do coqueiro, longe de tudo e perto da casinha branca, envelheço na cidade. Tô cansado da andança da romaria, como nossos pais ficavam depois dos bailes da vida. Como é natural, sei que faria tudo outra vez, na mesma toada, mesmo de brincadeira, mas nada tanto assim.

repertório nacional
Quase todo repertório nacional passa por aqui

E aí, quantos nomes de música encontrou?

Perdeu a conta? Não se desespere.


Contei 81 nomes. Será que contei errado? Deixe a resposta nos comentários…

3 thoughts on “Repertório nacional I

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *