Entropia e a farsa de Camus de Aquário.

Entropia e a farsa de Camus de Aquário.

Agora você ficará sabendo de toda a verdade.

Ok, chamem de click-bait se quiserem, mas me deixem explicar. Primeiro, qualquer assunto pode ser transformado em pauta para posts, só é preciso olhar com atenção. Segundo, eu costumo misturar assuntos diferentes e ver no que dá no final. Terceiro, verão que fará sentido, de alguma forma.

camus de aquário
Camus e o zero absoluto

Antes, vamos dar nomes aos bois:

The Law : O que é entropia?

O conceito de entropia é antigo e foi sendo atualizado no decorrer das décadas. A primeira proposta foi do físico francês Sadi Carnot, no início do século XIX, e dizia simplesmente que é impossível transformar 100% de energia térmica em cinética, porque parte é dissipada para o exterior, enquanto estudava máquinas à vapor mais eficientes.

A segunda lei da termodinâmica, chamada também com “the law” diz que, em um sistema fechado, a entropia tende a aumentar com tempo. É a medida do desconhecimento de informações que temos sobre a posição e velocidade das partículas contidas em determinado volume espacial. No máximo, pode manter-se constante, mas nunca diminuir (esse “nunca” é uma impossibilidade estatística. Com tempo infinito, um conjunto grande de elementos, mas finito, pode se reagrupar e repetir padrões várias vezes).

Imagine uma caixa fechada onde temos um pouco de dois tipos de gases concentrados num canto e os liberamos para o restante do volume. Inicialmente há um conhecimento, embora limitado, da localização das moléculas de cada um, mas quando se separam não sabemos mais onde estão exatamente e onde podem ir, ou seja, aumentou o desconhecimento da situação. A entropia aumentou. Caos tende a imperar, se nenhuma ação externa for tomada.

aumento da entropia
Contou o número de bolinhas para ver se estão todas embaixo?

Nesse processo, com aumento do volume, as partículas se moverão mais lentamente, pois perderam energia térmica (se agitavam e colidiam mais freneticamente em um ambiente menor). Temperatura é a medida da “agitação” das partículas: quanto mais quente, mais energia e mais movimentação.

Qualquer nova teoria ou proposição da física ou mecânica quântica precisa levar em consideração a entropia. Se houver a diminuição, é porque está errada ou incompleta.

caos
Caos? Não, apenas um domingo à tarde na rua de baixo.

Zero absoluto.

Existem várias escalas para medição de temperatura (fahrenheit, celsius e kelvin). A conversão de uma para outra faz parte daquelas coisas chatas que aprendemos na escola ou para provas de vestibular e que nunca mais usamos na vida. Embora celsius e fahrenheit sejam usadas no dia a dia, kelvin é a padrão do sistema internacional de medidas.

A escala kelvin foi proposta em 1848 por William Thomson (que depois passou a se chamar Lord Kelvin), que acreditava na necessidade de ter um valor para a menor temperatura possível, definindo como 273 K (K é a unidade e não é expressa em graus).

A obtenção do resfriamento até o ponto do zero absoluto é impossível porque, por mais energia (calor) que se retire de uma partícula, reduzindo seu movimento, ainda haverá oscilações quânticas, devido o princípio da incerteza de Heinsenberg, então nunca se saberá exatamente a posição e a velocidade (momentum) simultaneamente.

gato de Schrodinger
Gato vivo e morto ao mesmo tempo

Em laboratórios foi possível obter incríveis 450 pK, ou 0,00000000045 K. Pesquisei que há relatos de obtenção de temperaturas abaixo do absoluto, mas os critérios de avaliação e obtenção são diferentes, não considerando a entropia e o conhecimento total das informações do material resfriado.

Camus de Aquário, o farsante.

Camus é um personagem do anime cavaleiros do zodíaco. A história toda é furada e escreverei mais a respeito em outro post (é mais interessante e instrutiva do que parece). Ele pode lançar uma rajada de não sei o que, que saí de suas mãos após um conjunto de movimentos estranhos, capaz de congelar os inimigos. Auto proclama que é sua técnica mais poderosa, dizendo a embaraçosa frase “sinta o poder do zero absoluto: Execução Aurora!”

camus
Uau!

Não sei se os amigos dele não sabiam ou ficaram constrangidos em corrigi-lo. Tipo:

“Ei Camus, amigão… eh, precisamos trocar uma ideia… sobre seu bordão cara, tá errado… não dá… você é esforçado, chega perto, tô ligado, mas, sei lá, invente outra coisa…”

Hipoteticamente, a rajada absorveria o calor do ambiente até chegar no alvo, mais e mais, tornando tudo ao redor frio. E ao redor do redor, do redor, do redor… até todo planeta não ter mais calor. Todos átomos e partículas paradas, com suas posições perfeitamente mensuráveis. Não haveria mais nada para se saber. Além do mais, para onde iria a energia térmica retirada?

Resumindo: a entropia, o princípio da incerteza e a lei da conservação da energia “sugerem” que Camus talvez possa estar errado. Talvez, pois nunca se sabe tudo…

Não me agradeçam. É minha obrigação como cidadão trazer esclarecimentos importantes para a sociedade.


Bateu aquela irresistível vontade de comprar uma geladeira ou freezer? Clique na imagem abaixo:

geladeira
Modernidade e elegância para seu lar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *