Emoções e sentimentos

Emoções e sentimentos

Você é capaz de dar os nomes corretos para as emoções e sentimentos que experimenta? Acha que são a mesma coisa? Neste post veremos as definições e os nomes de vários sentimentos diferentes.

Perceber e compreender o que sente é fundamental para a mudança de comportamentos negativos e tóxicos para sua vida. Se não sabe ao certo o que, como e onde sente os efeitos de emoções e sentimentos que vivencia, não pode expressa-los corretamente nem entender as causas. E pior, não consegue entender o que os outros estão passando.

pedras no caminho
Vários sentimentos diferentes

Diferenças entre emoções e sentimentos

As pessoas costumam alternar o uso dos termos emoções e sentimentos indiscriminadamente, como se fossem sinônimos mas, tecnicamente, não são.

Podem ser divididos entre negativos, positivos e neutros, servindo como indicadores do que ocorre ao redor em determinado momento. Situações ruins são acompanhadas de sensações corporais desagradáveis, o senso que precisa fazer algo urgente e serve como experiência para não repetir o ato. Por outro o lado, as emoções e sentimentos positivos geram sensações boas e, como mecanismo de recompensa, incentiva a repetição. Ambos são necessários e importantes para a sobrevivência animal.

Emoções

Emoções são respostas instintivas e inconscientes à eventos que acontecem no decorrer do tempo. Normalmente não são acompanhados de um pensamento ou elaboração de um contexto. Simplesmente reage-se, como mecanismo de defesa, e só depois será compreendido o que se passa. É questão de segundos, e foram moldados através das eras visando a preservação dos indivíduos.

É uma forma automática de ajuste ao ambiente. Os humanos têm basicamente sete emoções:

  • Nojo
  • Raiva
  • Medo
  • Surpresa
  • Alegria
  • Tristeza
  • Mal-estar

Por exemplo, ao levar um susto, somos tomados pela surpresa, às vezes acompanhada de raiva ou medo. O corpo reage quase que instantaneamente, causando movimentos involuntários de fuga ou defesa, devido a rápida liberação de neurotransmissores, hormônios e outras substâncias.

Sentimentos

Por outro lado, sentimentos dependem de uma avaliação da situação, baseada em experiências anteriores. Pode-se dizer que são estados mentais subjetivos, pois cada pessoa sente um mesmo evento de maneiras diferentes.

São interpretações pessoais das emoções sentidas. Como no exemplo anterior, há quem dê risada e quem deseje socar a cara de quem deu o susto. Ou quem sinta prazer ouvindo uma música, enquanto outro fica indiferente. A mesma canção significa coisas diferentes para quem a ouve.

Enquanto as emoções servem mais para proteção e sobrevivência, os sentimentos desenvolvem papéis mais sociais de integração em um grupo e seu entendimento do mundo. Originam-se na região do neo-córtex do cérebro (ou seja, a parte mais externa e nova, evolutivamente falando). A expressão correta de sentimentos ajuda à explicar melhor aos demais suas necessidades, aspirações e desejos.

Ser rico, pobre, branco, negro, homem, mulher, gordo ou magro fazem diferença nos sentimentos bem como das crenças de um determinado grupo. São os três tipos de realidade: objetiva, subjetiva e intersubjetiva.

Por exemplo, uma pessoa ser mulher é a realidade objetiva; ela se sentir frustrada por ser muito magra é subjetivo; a sociedade ter um padrão de corpo que é aceito como ideal é intersubjetivo. Tudo se mistura e forma o terreno de onde brotam os sentimentos.

Nomes de sentimentos

Por serem subjetivos, a própria definição e entendimentos dos sentimentos se torna uma tarefa mais difícil. Há vários sentimentos e muitos outros sinônimos que podem ser usados. Há sentimentos tão estranhos que fazem sentido apenas para uma pequena parcela da população.

Segue os mais comuns:

tristeza e nojo

raiva e medo

emoções e sentimentos

Como dito anteriormente, as emoções e sentimentos podem vir misturados, sobrepostos, tornando difícil a identificação, principalmente no momento em que ocorrem.

O professor americano Robert Plutchik tentou mapear este universo complexo. O trabalho dele deu origem à chamada Roda de Emoções, uma estrela de oito pontas, na qual cada uma dessas representa uma emoção/ sentimento primário com pares opostos: alegria e tristeza, raiva e medo, confiança e desgosto, antecipação e surpresa.

Abaixo a visão dele sobre o assunto:

roda de emoções de Plutchik
Roda de emoções criado por Robert Plutchik. Fonte CVV

Aplicações terapêuticas de emoções e sentimentos

Em algumas abordagens de tratamentos psicológicos, o mapeamento das emoções é uma das “tarefas” dadas pelos profissionais de saúde para os pacientes.

Há alguns formulários padrões, que seguem metodologias distintas, mas no geral consiste no apontamento diário das emoções e sentimentos experimentados, com o grau de intensidade sentido. O momento da anotação pode ser por horário, no momento que ocorreu, no fim do dia.

Alguns pedem que sejam anotados também os gatilhos que desencadearam os sentimentos.

Com o resultado em mãos, o/a psicologo/a pode entender e traçar melhor a condução do tratamento, além de servir de treinamento para o paciente perceber o que lhe ocorre internamente, para lidar melhor nas situações que causam desconforto.

Sobrevivendo através de necessidades básicas

Ainda há outras classificações agrupadas pelas necessidades básicas de sobrevivência e de realização pessoal:

SUSTENTOPROTEÇÃOREPOUSOENTENDIMENTO
Abrigo
Saúde
Água
Nutrição
Segurança física
Segurança emocional
Estabilidade
Ordem
Paz mental
Integração
Harmonia
Espaço
Fluidez
Aceitação
Inclusão
Empatia
Presença
Apoio
Clareza
INTERDEPENDÊNCIA DIVERSÃOAUTONOMIACOMPAIXÃO
Comunidade
Pertencimento
Reciprocidade
Diversidade
Confiança
Inspiração
Criatividade
Aprendizagem
Iniciativa
Humor
Autenticidade
Liberdade
Integridade
Escolha
Consideração
Calor
Respeito
Amor

As relacionadas com a integridade física e necessidades fisiológicas são sempre as prioritárias para serem atendidas. Há uma urgência interna e foco específico direcionado por sensações, normalmente desagradáveis ou dolorosos, para que determinada atividade seja feita, seguida de uma onda de alívio.

Quando se está com dor de barriga, a atenção total do corpo e mente está voltado para o atendimento dessa necessidade, não importando a paz mental ou harmonia, por exemplo. A recompensa é uma dose de endorfina que causa a sensação de bem estar após a cessação da dor.

Por outro lado, se estiver com muito frio, provavelmente a dor de barriga passe a ser secundária (o próprio corpo suspende a ação para poupar energia e calor). É uma questão de prioridade para a manutenção da vida.

A dor é nossa amiga

Entre as emoções e sentimentos que sentimos, a dor é fundamental como indicador de que algo está errado. Há distúrbios em que pessoas não sentem dor e se machucam sem se darem conta, ou outros que não se importam com as consequências ou não têm empatia, os chamados psicopatas e sociopatas.

Perceber exatamente o que ocorre no corpo exige um grau de atenção aguçado e treinamento. A maioria das pessoas carecem desse entendimento, a chamada inteligência emocional. Saber o que acontece interiormente e exteriormente, pode ser muito útil para o aumento da qualidade de vida e melhora nos relacionamentos.

Segue uma lista de alguns sintomas físicos associados às emoções e sentimentos:

efeitos físicos de emoções
O corpo reage à nossa revelia.

Emoções e sentimentos pelo corpo

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Aalto, Finlândia, publicou um artigo na revista especializada PNAS, que mostra o resultado do mapeamento de quais regiões do corpo são mais ativadas de acordo com as emoções e sentimentos.

As partes onde as reações eram mais intensas são representadas pelas cores amarelo e vermelho, enquanto as partes menos afetadas estão em azul e preto.

Mapa da reações humans
Da esq. para a dir. e de cima para baixo: raiva, medo, nojo, felicidade, tristeza, surpresa, neutro, ansiedade, amor, depressão, desprezo, orgulho, vergonha e inveja. Fonte BBC.

Segundo a pesquisa, feita com aproximadamente 700 pessoas, as reações não dependem de nacionalidade, etnia ou cultura.

Ampliando o vocabulário emocional

Como foi visto, existem vários tipos de emoções e sentimentos. Alguns são específicos de cada língua, como por exemplo o termo “saudade” que não tem tradução direta para outros idiomas. O contrário também ocorre.

Vejamos primeiro uma lista expandida de sentimentos quando nossas necessidades não são atendidas:

Abandonado, abatido, aflito, agitado, alvoroçado, amargo, amargurado, amedrontado, angustiado, ansioso, apático, apavorado, apreensivo, arrependido, assustado, aterrorizado, austero, bravo, cansado, carregado, cético, chateado, chato, chocado, ciumento, confuso, consternado, culpado.

Deprimido, desamparado, desanimado, desapontado, desatento, desconfiado, desconfortável, descontente, desesperado, desencorajado, desiludido, desolado, despreocupado, encabulado, encrencado, enjoado, entediado, envergonhado, exagerado, exaltado, exasperado, exausto, fraco, frustrado, fulo, furioso, hesitante, horrorizado, hostil, impaciente, impassível, incomodado, indiferente, infeliz, inquieto, inseguro, insensível, instável, irado, irritado, irritante, irritável.

Letárgico, magoado, mal-humorado, malvado, melancólico, monótono, mortificado, nervoso, obcecado, oprimido, perplexo, perturbado, pesaroso, pessimista, péssimo, preguiçoso, preocupado, rancoroso, receoso, rejeitado, relutante, ressentido, segregado, sem graça, sensível, solitário, sonolento, soturno, surpreso, taciturno, temeroso, tenso, triste.

Cento e três palavras. O problema reside em reconhece-las e usa-las adequadamente.

Algumas pessoas criam seus próprios termos, como fez John Koening, no seu dicionário das tristezas obscuras. Vejamos alguns:

  • Adronitis: frustrar-se com a quantidade de tempo necessário para se conhecer bem alguém.
  • Anemoia: nostalgia de um tempo no qual você nunca viveu.
  • Avenoir: o desejo de que as memórias fluíssem de frente para trás e você pudesse ver como será o futuro.
  • Chrysalism: a tranquilidade confortável de se estar dentro de casa durante uma tempestade.
  • Jouska: uma conversa hipotética que você repete compulsivamente na sua cabeça.
  • Liberosis: o desejo de se importar menos com as coisas.
  • Monachopsis: o sentimento sutil mas persistente de estar fora de lugar.
  • Occhiolism: dar-se conta da pequenez da sua perspectiva. Com a qual você não tem como chegar a qualquer conclusão significativa sobre o mundo, o passado, ou as complexidades da cultura.
  • Vemödalen: medo de que tudo já tenha sido feito.
  • Zenosyne: a sensação de que o tempo está passando cada vez mais rápido.

Agora, palavras específicas de sentimentos de outros idiomas, que não têm tradução para o português:

  • Fernweh (alemão) – Quer dizer sentir saudades de um lugar onde nunca se esteve.
  • Gigil (filipino) – É a vontade de esmagar alguma coisa ou alguém extremamente fofo.
  • Iktsuarpok (inuite) – Sabe a sensação de que alguém está chegando e que, por isso, você fica checando a toda hora?
  • Koi-no-yokan (japonês) – Corresponde à sensação de que será inevitável se apaixonar por uma pessoa que acabou de conhecer.
  • Ilinx (francês) – Expressa felicidade e excitação em presenciar alguma coisa ser destruída.
  • Ilunga (tshiluba) – Pessoa pronta para perdoar duas vezes, mas nunca uma terceira. A língua é falada na República Democrática do Congo.
  • Shemomedjamo (georgiano) – Corresponde à incapacidade de parar de comer uma comida muito boa.
  • Wabi-sabi (japonês) – Os japoneses acreditam que, na vida, há um ciclo natural de crescimento, ápice e decaimento. A palavra expressa a aceitação desse ciclo.
  • Goya (urdu) – No Paquistão, há um termo para a inocência diante de uma história falsa, porém muito boa.
  • Tartle (escocês) – É o pânico que uma pessoa sente quando vai apresentar alguém e não se lembra do nome da pessoa.

E não poderia ficar fora o Schadenfreude (alemão) – É o prazer obtido a partir do sofrimento dos outro.


E você, sabe identificar corretamente as emoções e seus sentimentos? Comente.

Fontes: psico.online, BBC, CarolinaNalon, CVV, Super

1 thought on “Emoções e sentimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *